• Andréa Nóbrega

Dicas para manter a saúde financeira de sua Clínica de Estética



Hoje vamos listar alguns sinais de alerta que indicam quando a saúde financeira de sua Clínica de Estética está fragilizada, como também listamos algumas boas práticas para manter a saúde financeira de sua clínica, que são de extrema importância para proteger e alavancar seu negócio.

Quando as Clínicas de Estética estão com algum problema, emitem sinais de alerta que podem ser mais ou menos evidentes, conforme a gravidade da situação e esses sinais não podem ser ignorados.

Com um olhar mais atento é possível identificar tanto os sintomas como suas causas e permitir a tomada de decisões para solucionar o problema.

Continue lendo e veja alguns desses sinais que significam claramente que algum problema está afetando as suas finanças:

  • Contas a pagar acumulando: a clínica não está mais conseguindo pagar as despesas necessárias para seu funcionamento;

  • Capital de giro acabando: a ausência dele leva muitos empresários a recorrer a empréstimos e a outros recursos muito mais caros, que consomem todo o resultado positivo. Cheque especial e cartão de crédito são as dívidas mais fáceis e mais caras de adquirir.

  • Índices de inadimplência crescentes: esses são os piores problemas com os quais uma empresa pode ter que lidar. Eles trazem outras consequências negativas que põem em risco a continuidade de suas atividades empresariais. Dentre essas consequências, está a falta de capacidade de honrar com seus próprios compromissos, fazendo com que você também se torne inadimplente junto a fornecedores primordiais para seu negócio;

  • Endividamento crescendo: se o endividamento não está crescendo por causa de investimentos (investir em novas tecnologias ou abrir filiais), mas sim pela necessidade de capital de giro, então a sua clínica está passando por dificuldades financeiras;

  • Faturamento caindo continuamente: a queda no faturamento pode estar ligada a fatores internos ou externos. Os internos estão relacionados, por exemplo, a campanhas de marketing mal elaboradas ou à diminuição da qualidade dos produtos. Já os externos podem estar ligados a períodos sazonais de vendas ou à crise econômica que o país enfrenta;

  • Produtos parados em estoque: esses produtos parados são um problema financeiro gerado, dentre outros motivos, pela falta de planejamento na hora de sua aquisição ou pela baixa procura no mercado.





Boas práticas para manter a saúde financeira de sua clínica:


  • Manter um controle de fluxo de caixa: é primordial manter esse controle atualizado diariamente, para cumprir suas obrigações e apoiar o crescimento de seu negócio;

  • Definir metas possíveis e cumpri-las: vai ajudar a identificar quando a sua clínica estiver seguindo para uma direção errada;

  • Planejar o crescimento de sua clínica: seja para mudar ou ampliar os tipos de produtos e/ou serviços ofertados, defina estratégias para atingir seu objetivo e planeje de modo que seja tranquilo acompanhar esse crescimento.

Agora que você já conhece os sinais de alerta faça o que for possível para evitá-los e se eles já existem, trate de revertê-los de forma definitiva, para que não voltem a ocorrer. Todos os investimentos que você puder fazer para adotar as boas práticas visando manter a saúde financeira de sua empresa valem a pena! E se precisar de apoio conte com nossa assessoria especializada para o crescimento de sua Clínica de Estética.